Special Feature
Recent News
Oeste vence, vai às quartas de final e rebaixa o Tupi-MG para a Série D PDF Imprimir E-mail
Avaliação do Usuário: / 12
PiorMelhor 
Sáb, 20 de Outubro de 2012 20:20

Vitória por 1 a 0, com gol de Wanderson, garante o Rubrão na briga para ir à Série B; campeão em 2011, time de Minas volta à quarta divisão

Por Globo Esporte

No dia do 150º aniversário de Itápolis, o Oeste deu um presente à distância para a cidade e conseguiu a classificação para as quartas de final do Campeonato Brasileiro da Série C, ao vencer o Tupi por 1 a 0, na tarde deste sábado, no estádio municipal de Juiz de Fora.

 

O resultado deixou o time paulista em segundo lugar no Grupo B, com 28 pontos, com chance até de terminar a fase de classificação na liderança. E selou o rebaixamento da equipe de Minas, que foi campeã da Série D em 2011 e retornará à quarta divisão do Brasileiro em 2013.

Não deixa, inclusive, de ser uma vingança para o Oeste rebaixar o Tupi, que segura a lanterna do grupo, com 14 pontos: no ano passado, os dois times se enfrentaram nas semifinais da Série D e o Tupi venceu as duas partidas com facilidade: 3 a 0 em Itápolis e 3 a 1 em Juiz de Fora. Neste ano, o Oeste já havia vencido no primeiro turno, também por 1 a 0.

Tudo fechado
Escalado com três zagueiros e dois volantes, o Oeste entrou com o objetivo de truncar o jogo e conseguir segurar o ímpeto do Tupi, que precisava desesperadamente da vitória para manter as chances de fugir do rebaixamento.
A estratégia deu mais ou menos certo: o time mineiro pouco conseguiu produzir na etapa inicial, mas o paulista também não conseguia mostrar muito serviço e o 0 a 0 acabou sendo o placar natural para um jogo monótono e marcado por entradas fortes dos defensores dos dois times.

No segundo tempo, o técnico do Oeste, Luiz Carlos Martins, conseguiu mudar o time sem mexer muito no esquema tático, o volante Hudson, sem tem a quem marcar, deu lugar ao meia Lelê, e o isolado Marcinho Beija-Flor foi trocado no ataque por Serginho, que, mais veloz, virou a referência para os contra-ataques.
Abriu, marcou

E foi numa dessas bolas que o Rubrão decidiu o jogo: aos 17 minutos, após falta mal cobrada pelo Tupi no ataque, Serginho recebeu a bola, disparou e tocou para Wanderson, que invadiu a área e bateu forte, sem defesa para o goleiro Rodrigo.

O Tupi ainda tentou sair para o desespero, mas parou no nervosismo de seus meias e atacantes e na defesa do Oeste, que soube espantar as ameaças com tranquilidade - nos únicos lances de perigo, o goleiro Fernando Leal e o lateral-esquerdo Piauí afastaram os riscos. Nem mesmo ficar com um a mais, com a expulsão de Lelê, aos 43 minutos, ajudou o Tupi a conseguir o empate.

No sábado que vem, na última rodada, o Oeste recebe o Madureira, no estádio dos Amaros, em Itápolis, enquanto o Tupi se despede da Série C fora de casa, diante da Chapecoense, no estádio Indio Condá, em Chapecó.

 

 

 

 

Última atualização em Qua, 14 de Novembro de 2012 12:47
 

Comentários  

 
0 #2 isac 28-10-2012 21:42
abre do olho Oeste, o time do Fortaleza é acostumado a "resolver" suas partidas decisivas utilizando todas as artimanhas que puder. vide o último jogo que se livraram da queda pra série D contra CRB onde fizeram o que queriam...
http://youtu.be/LqrJfvI1Mqc
Citar
 
 
0 #1 jackline 22-10-2012 11:37
vai oeste da uma piza no paysandu :lol:
Citar
 

Adicionar comentário

Os comentários são aprovados após análise.


Código de segurança
Atualizar

Nossos Patrocinadores

miro-bordados

dream2

 

 

Facebook Oeste-FC

Facebook